ortodontia

A Ortodontia é a especialidade da odontologia responsável pelo diagnóstico, prevenção, interceptação e correção das irregularidades na posição dos dentes e dos ossos das arcadas dentárias. São tratamentos realizados em adolescentes e adultos.

Tem várias indicações desde um simples alinhamento dos dentes por motivo estético até correções de má oclusões complexas.

Ortodontia para preparo protético é indicada para pacientes que perderam dentes permanentes e necessitam de uma reabilitação com instalação de implantes ou outros tipos de próteses, sendo necessário realizar antes o tratamento ortodôntico para preparar o espaço a ser reabilitado.

Ortodontia associada a cirurgias é indicada quando o tratamento ortodôntico não é suficiente para solucionar a má oclusão, sendo necessário associar ao tratamento o recurso da cirurgia, onde são muitas as indicações e possibilidades de solução.

Durante o tratamento ortodôntico são utilizados aparelhos ortodônticos fixos, além de aparelhos auxiliares móveis e/ou fixos e  acessórios ortodônticos, dependendo de cada caso.

O aparelho fixo é composto por braquetes colados aos dentes, podem ser metálicos ou estéticos (transparentes), convencional com o uso de ligadura elástica (borrachinha) ou auto ligado, sem a necessidade de ligadura elástica (borrachinha).

 

Higiêne Bucal e cuidados para não danificar o aparelho

A colagem dos bráquetes resiste às forças geradas para movimentar os dentes, mas não suportam forças exageradas, transmitidas quando se morde fortemente alimentos ou objetos duros.

Deve-se evitar os alimentos duros e pegajosos, uma vez que poderão quebrar o aparelho e como consequência machucar a boca e atrasar o tratamento ortodôntico.
Também não se deve abusar de alimentos que contenham muito açúcar, devido ao risco de provocarem manchas brancas permanentes de descalcificação e cáries.
Alguns alimentos deverão ser eliminados do cardápio durante o tratamento ativo, como por exemplo: balas, goma de mascar, pipoca, azeitona com caroço, amendoim, gelo, etc. Morder objetos duros como lápis e canetas também devem ser evitados. Hábitos como roer unhas, ranger ou apertar os dentes (bruxismo) devem ser tratados paralelamente com orientação, conscientização e/ou prescrição de dispositivo removível de uso noturno, compatível com o aparelho fixo, para protegê-lo do bruxismo.

Além de uma boa escovação, não se pode esquecer do uso do fio dental, que deve ser usado com o auxílio do “passa fio”, quando estiver usando o aparelho fixo e também do antisséptico bucal.